Brasil

26/05/2019 18:19 Gazeta Press

Flamengo sofre, mas vence Athletico no Maracanã por 3 a 2

Em partida com final emocionante, o Flamengo derrotou o Ahtletico Paranaense por 3 a 2, na tarde deste domingo, no Maracanã. O Rubro-Negro da Gávea saiu na frente, tomou a virada no segundo tempo, mas encontrou forças para reagir e alcançar a vitória nos minutos finais. O resultado fez o time carioca chegar aos dez pontos ganhos e subir para a quinta colocação na classificação do Campeonato Brasileiro. O Furacão sete com sete pontos ganhos na décima posição, mas ainda pode ser superado no final da rodada.

Mesmo enfrentando um adversário escalado com um time alternativo, o Fla encontrou grande dificuldade para conseguir a vitória. Depois de um bom primeiro tempo, a equipe dirigida por Abel Braga caiu muito na etapa final e permitiu a reação do adversário, mas ainda mostrou capacidade para conseguir a virada e garantir o importante resultado. Os gols foram marcados por Gabigol, Bruno Henrique e Rodrigo Caio para o Flamengo, enquanto Marcelo Cirino anotou os dois do Furacão.

Na próxima rodada, o Mengão vai enfrentar o Fortaleza, no Maracanã; o Atlético Paranaense vai receber o Fluminense na Arena da Baixada.

O jogo

Escalado com um time alternativo, o Atlético começou a partida com mais posse de bola, embora sem qualquer profundidade. O Flamengo, apoiado por grande torcida, tentava ser mais objetivo para chegar à área adversária. Aos quatro minutos, Willian Arão fez bom lançamento para Bruno Henrique que bateu para o gol, mas o zagueiro Lucas Halter desviou para escanteio. Dois minutos depois, Éverton Ribeiro recebeu de Pará e tentou o cruzamento, mas a bola fez curva e quase encobriu o goleiro Santos que conseguiu desviá-la para escanteio.

O time dirigido por Abel Braga seguia com o controle da partida, enquanto o Furacão, muito retraído, apenas se defendia sem criar condições para incomodar a defesa carioca. Aos 11 minutos, após cobrança de escanteio, Rodrigo Caio subiu mais do que a zaga, mas a cabeçada encobriu o travessão.

Só aos 17 minutos é que o Ahtletico chegou com perigo. Márcio Azevedo levantou na área, Cirino desviou e a bola sobrou para Lucas Halter que chutou forte, mas Diego Alves fez grande defesa, evitando o primeiro gol da equipe visitante.

Logo depois foi a vez do goleiro Santos aparecer com destaque. Após passe errado de Márcio Azevedo, a bola ficou com Bruno Henrique que chutou forte para grande intervenção de Santos. O jogo ficou mais aberto e após falha de Diego, Marcelo Cirino tentou colocar no canto e Diego Alves defendeu com segurança.

Aos 32 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. Madson recuou mal e o goleiro Santos acabou derrubando Gabigol na tentativa de impedir a conclusão do atacante. O árbitro marcou pênalti e depois foi confirmar a marcação no VAR, demorando mais de três minutos. Depois da infração confirmada, Gabigol bateu o pênalti com chute forte e colocou o Flamengo na frente.

Depois de passar à frente, o Rubro-negro da Gávea continuou pressionando para tentar ampliar a vantagem, mas a equipe paranaense conseguiu, nos acréscimos, criar grande chance para empatar. Márcio Azevedo investiu pela esquerda e cruzou para a cabeçada certeira de Erick, mas Diego Alves fez grande defesa e manteve o Flamengo na frente.

O Ahtlético começou o segundo tempo com uma postura mais ofensiva para buscar o gol do empate. Aos dois minutos, após rebatida errada de Rodrigo Caio, Braian Romero chutou forte, mas a bola desviou em Renê. Logo depois,  Braian Romero cruzou na área e Erick, de bicicleta, mandou por cima do gol, assustando a torcida do Flamengo.

A equipe da casa voltou com um ritmo mais lento, permitindo que o adversário fizesse pressão em busca do gol do empate. E a briga do Furacão acabou premiada aos 18 minutos quando Braian Romero recebeu ótimo passe de Tomás Andrade e cruzou para a pequena área. Diego Alves não conseguiu interceptar e Marcelo Cirino empurrou para as redes, fazendo valer a lei do ex.

Só depois de sofrer o gol do empate é que o Flamengo voltou a tentar retomar o controle do jogo. Aos 22 minutos, Éverton Ribeiro recebeu de Diego e mandou por cima do travessão. Logo depois dessa jogada, a arbitragem decidiu revisar um lance anterior quando Bruno Henrique derrubou Madson na área. Depois de consultar o VAR, o árbitro marcou pênalti a favor da equipe do Paraná.

Aos 27 minutos, Marcelo Cirino fez a cobrança e Diego Alves ainda tocou na bola que foi morrer no fundo das suas redes. Logo depois de sofrer o segundo gol, o técnico Abel Braga decidiu tornar sua equipe mais ofensiva e trocou o volante Piris da Motta pelo atacante Vitinho.

A torcida demonstrava impaciência com os erros cometidos pela equipe da casa e alguns jogadores, como o meia Diego, eram vaiados a cada toque na bola. Aos 40 minutos, quase que o Furacão marcou o terceiro gol. Bruno Guimarães lançou Madson que investiu pela direita e cruzou na pequena área, mas os atacantes chegaram atrasados para a conclusão.

Aos 44 minutos, o Flamengo marcou o gol do empate. Éverton Ribeiro cruzou da direita e Bruno Henrique apareceu entre os zagueiros para cabecear e deixar tudo igual. Aos 47 minutos, Tomás Andrade desperdiçou a chance de colocar sua equipe na frente, mais uma vez, ao demorar a chutar, depois de receber na área.

O Flamengo marcou o terceiro gol aos 50 minutos, através do zagueiro Rodrigo Caio que, após cobrança de escanteio, cabeceou sem chances para Santos e garantiu a vitória da sua equipe.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 2 ATHLETICO-PR

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 26 de maio de 2019 (Domingo)

Horário: 16h00 (de Brasília)

Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

VAR: Leandro Pedro Vuaden(RS)

Cartão Amarelo: Diego, Bruno Henrique, Pará, Rodrigo Caio(Fla);Santos,Wellington, Márcio Azevedo(AP)

Gols:

FLAMENGO: Gabigol, aos 32 minutos do primeiro tempo ; Bruno Henrique, aos 44 e Rodrigo Caio aos 50 minutos do segundo tempo

AHTLETCO PR: Marcelo Cirino, aos 18 e 27 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará(Rodinei), Rodrigo Caio, Thuler e Renê; Piris da Motta(Vitinho), Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro; Gabigol (Lincoln) e Bruno Henrique

Técnico: Abel Braga

ATHLETICO-PR: Santos, Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo;  Wellington, Erick e Matheus Rossetto(Bruno Guimarães); Marcelo Cirino, Braian Romero(Paulo André) e Thonny Anderson(Tomás Andrade)

Técnico: Tiago Nunes


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo