Brasil

16/01/2020 08:13 Veja.com

Vendas do varejo cresceram 0,6% no mês da Black Friday, diz IBGE

As vendas no comércio brasileiro cresceram 0,6% em novembro de 2019, na comparação com outubro, impulsionadas pelas promoções da Black Friday. Segundo a Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada nesta quarta-feira 15, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse foi o sétimo resultado positivo seguido do setor, que acumula alta de 1,7% no ano.

Entre as oito atividades pesquisadas, quatro tiveram altas, sendo que três delas foram diretamente influenciadas pela Black Friday: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (4,1%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,0%) e móveis e eletrodomésticos (0,5%). Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação também registraram taxa positiva em novembro (2,8%).

Por outro lado, pressionaram negativamente as vendas os segmentos de tecidos, vestuário e calçados (-0,2%) e combustíveis e lubrificantes (-0,3%), ambos devolvendo uma pequena parcela do ganho acumulado nos dois últimos meses, respectivamente, 3,4% e 2,7%. A atividade de livros, jornais, revistas e papelaria também registrou recuo nas vendas (-4,7%).

Já o setor de maior peso no varejo, hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,0%), ficou estável.

Publicidade
 

“O crescimento de 0,6% é relevante porque manteve a taxa positiva pelo sétimo mês seguido, o que fez novembro registrar o patamar mais elevado desde dezembro de 2016. Isso mostra que o setor vem mantendo a recuperação”, disse a gerente da pesquisa, Isabella Nunes.

Regionalmente, as vendas do varejo cresceram em 22 dos 27 estados em novembro do ano passado, com destaque para Roraima (9,3%), Rondônia (8,5%) e Acre (6,7%). Por outro lado, entre as cinco quedas registradas no mês, as maiores foram verificadas no Amapá e no Rio Grande do Norte, ambos com -0,7%, e Santa Catarina e Distrito Federal, os dois com -0,6%.

Varejo ampliado

Na categoria de varejo ampliado, que inclui veículos e materiais de construção, o volume de vendas recuou -0,5% em novembro, na comparação com outubro, interrompendo oito meses de crescimento contínuo, período em que acumulou ganho de 5,1%. O resultado foi puxado pelo setor de veículos, motos, partes e peças (-1,0%), enquanto material de construção apontou estabilidade (0,1%).

“O segmento de veículos não sustentou o crescimento em novembro, depois de dois meses de crescimento (3,5%). É comum essa acomodação. A atividade vem mostrando dinamismo ao longo de 2019, acumulando no ano alta de 10,1%. Foi um bom ano para o segmento”, disse Isabella Nunes.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo