Brasil

22/02/2020 09:36

Com final “nacional”, brasileiros se destacam no poker latino-americano

Engana-se quem pensa que os brasileiros são destaque no mundo do esporte apenas no futebol, no basquete, no surf ou no MMA. Outra modalidade em que os “brazucas” vêm obtendo cada vez mais sucesso é o poker – sim, o jogo de cartas é considerado um esporte da mente e não um jogo de azar.

Uma das provas do sucesso dos brasileiros aconteceu na última semana, em Punta del Este, no Uruguai, palco do MILLIONS South America, um dos mais prestigiados torneios de poker do continente latino-americano, organizado e patrocinado pela partypoker. Isso porque a competição foi decidida por dois jogadores brasileiros. De um lado, o baiano Pablo Brito. Do outro, o paulista Fábio Colonese.

Quem levou a melhor foi o competidor da Bahia, que emplacou um full house (uma das mãos mais fortes do poker) e ficou com o título. Jogador de muito sucesso em torneios online da modalidade há muito tempo, com uma premiação total somada de mais de US$ 5 milhões, “Pabritz”, como é conhecido no mundo digital, conquistou o maior prêmio de sua carreira em Punta del Este.

Ele levou pra casa a bagatela de US$ 1 milhão, cerca de R$ 4,3 milhões, a segunda maior premiação de um brasileiro da história dos torneios ao vivo. Vice-campeão, Colonese não ficou muito atrás e também rompeu a casa dos sete dígitos (em reais), com uma premiação de US$ 640 mil (mais de R$ 2,7 milhões).

Brasileiros levam mais de R$ 9 milhões

Além de Pabritz e Colonese, outros 17 brasileiros embolsaram alguma quantia em premiação. No total, foram mais de US$ 2 milhões (mais de R$ 9 milhões) distribuídos para jogadores brasileiros no torneio uruguaio organizado pela partypoker.

Alguns dos destaques foram Pedro Madeira, que terminou o torneio na 8º posição, Rafael Caiaffa, que finalizou como 9º colocado, e Lorenzo Bazei, que ficou com o 12º lugar. Respectivamente, cada um levou pra casa US$ 100 mil (R$ 436 mil), US$ 80 mil (R$ 349 mil) e U$$ 45 mil (R$ 196 mil).

As meninas também não fizeram feio. Duas delas entraram na zona de premiação: Dayane Kotoviezy ficou na 34ª posição e Ana Cintra finalizou em 38º. Ambas levaram pra casa a quantia de US$ 30 mil (R$ 131 mil).

Em 2019, conquista bateu na trave

Há um ano, o MILLIONS South America foi disputado no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, e por muito pouco o Brasil não teve um campeão. Na ocasião, Bruno Volkmann chegou ao heads-up (o duelo final do poker), perdendo o título para o norte-americano Martin Robert Mathis.

Quem também bateu na trave, mas neste ano, foi João Simão, número 1 do ranking Global Poker Index entre os brasileiros (93º do mundo). O jogador da equipe partypoker foi o quinto colocado no MILLIONS UK High Roller, disputado entre 10 e 12 de janeiro, faturando US$ 70 mil (mais de R$ 307 mil).

Como está o cenário nacional

Nomes como Pablo Brito, Fábio Colonese, Bruno Volkamnn e João Simão são apenas alguns dos expoentes de um esporte que forma grandes campeões mundiais, como André Akkari, Alexandre Gomes, Yuri Martins Dzivielevski e Roberly Felicio, todos vencedores do World Series of Poker, maior circuito nacional.

Atualmente, estima-se que o país tenha mais de 8 milhões de jogadores de poker. Todos os estados da federação contam com federações que fomentam o esporte com circuitos estaduais e regionais. Além disso, há o tradicional Campeonato Brasileiro de Equipes (CBPE), organizado anualmente pela Confederação Brasileira de Texas Hold’em (CBTH). O torneio reúne as seleções de mais de 20 estados, com os melhores jogadores de cada um deles, para coroar um grande campeão. Goiás é o atual campeão brasileiro.

O Brasil também brilha no mundo online, tendo sido um dos grandes vencedores do World Championship of Online Poker (WCOOP), que é considerada a Copa do Mundo do Poker Online. O país levou pra casa 23 títulos, ficando na terceira posição geral, atrás de Reino Unido e Rússia.

O potencial brasileiro é, sem dúvidas, o maior do continente sul-americano. Embora a consistência de resultados ainda esteja muito distante de países como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Alemanha, que emplacam jogadores no top 10 mundial, o alto número de jogadores e a evolução em termos de resultados faz do país uma potência em ascensão no esporte da mente mais popular do planeta.

 


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo