Cidade

11/05/2020 17:44

Tribunal de contas mantém decisão sobre 13º dos vereadores por Alta Floresta

Em sessão extraordinária remota realizada no dia 7, a Corte de Contas manteve a decisão de autorizar o pagamento do 13º salário para os vereadores por Alta Floresta. A decisão foi questionada por meio de um Recurso de Agravo interposto pelo Ministério Público de Contas (MPC), sob argumento do princípio da anterioridade de legislatura para a percepção de férias e 13º salário dos vereadores.

Por maioria dos votos foi mantido o voto do relator do processo, conselheiro Isaias Lopes da Cunha, que no Julgamento Singular nº 323/ILC/2018 autorizou o pagamento ainda naquela legislatura.

O relator frisou que a Lei Municipal nº 2.420/2017 autorizou o pagamento do 13º salário aos vereadores do município e estipulou a fonte e dotações orçamentárias para suportar seu pagamento, devendo ainda ser acompanhado de Estudo de Impacto Orçamentário e Financeiro.

Isaias Lopes da Cunha ressaltou ainda que a Carta Magna estabeleceu o princípio da anterioridade de legislatura tão somente para a fixação do subsídio dos vereadores, podendo ser fixado ou majorado por meio de decreto legislativo ou resolução. No seu entendimento, a limitação temporal é obrigatória apenas no que concerne a fixação de subsídio, não estando incluída a regulamentação do 13º salário ou das férias. 

“Entre o direito ao 13º salário – garantido a todo trabalhador – e o princípio da anterioridade de legislatura para fixação de subsídio dos Vereadores, deve prevalecer aquele que dá maior amplitude aos direitos sociais, garantindo a gratificação natalina aos vereadores, visto ser esse o entendimento em que menos se sacrifica direitos fundamentais” argumentou.

O Recurso de Agravo do MPC foi julgado improcedente e foi mantida a decisão do conselheiro Isaias Lopes da Cunha.

O pagamento de 13º salário aos vereadores de Alta Floresta foi instituído pela Lei Municipal nº 2.420/2017 de 11 de dezembro de 2017, que foi alterada pela Lei Ordinária Municipal nº 2.423/2017, que estabeleceu a produção de seus efeitos na data de sua publicação.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento

Fonte: TCE MT

O 13º para cada vereador é de R$ 4,1 mil. O subsídio mensal atual de cada vereador é de R$ 4,9 mil (sem os descontos) e está no mesmo patamar do ano de 2008. Cada vereador também tem verba indenizatória R$ 5,5 mil


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo