Destaques

02/03/2017 06:25

Colonizador crê na soja como nova força econômica em Alta Floresta

Em entrevista à Rádio Progresso AM 640, o colonizador, empresário e agricultor Vicente Da Riva, disse que Alta Floresta e região vivem um momento muito especial, já que a plantação de soja está expandindo em grande escala, porém, ele vê a necessidade de fazer um investimento este ano em secadores e armazéns, já que os silos são insuficientes para o armazenamento da soja conforme é necessário.

Vicente disse que sua produção foi excelente e a qualidade maravilhosa, no entanto, acredita que o grande problema é a rodovia Cuiabá/Santarém, e para isto é necessário um investimento do governo para chegar até Meritituba-Pa.

Vicente Da Riva disse que a inflação de 100% ao mês nos anos de 1980 a 1994 foi a grande causadora da queda das culturas perenes como cacau, café, guaraná, sendo o ouro apenas que aguentou tamanha inflação, já que ele auto se corrigia. 

Para Vicente, não tem como comparar a região norte com as regiões de Lucas do Rio Verde, Sorriso e Nova Mutum que é uma área plana, já que a agregação será mais lenta devido ser pequenas e médias propriedades, porém, será mais sólida do que outra regiões pois os aproximados 30% de propriedades dará uma grande alavancada na pecuária. 

Em relação à pecuária, Vicente disse que isto trará uma grande melhora na produção de carne bovina, pois num pasto de soja no período da seca o gado tende a ganhar peso, diferente de outros pastos em que na seca o diminui o peso, a não ser que sejam utilizados suplementos. 

Vicente disse que este será o grande passo de qualidade da nossa região, contudo, é importante termos em mente que este é um quadro irreversível que se potencializará em torno de quatro a cinco anos. 

Outro fator importante para Vicente é a questão da ração, já que da leguminosa pode tirar proveito de outros derivados como o óleo, alimentos, velas entre outros. 

Quanto ao meio ambiente, Vicente disse que as burocracias dos órgãos ambientais mais atrapalham do que ajudam, no entanto, o produtor de Alta Floresta é consciente dos seus deveres e suas obrigações.

Atualmente o preço da saca de soja está fixado em R$ 56,00 em Alta Floresta, a tendência é que o preço possa aumentar até o final da safra. A projeção segundo fontes ligadas ao setor agrícola é de que em cinco anos Alta Floresta possa chegar a 130 mil hectares destinados ao plantio da soja.

Confira a evolução do plantio

Safra 2013/2014 - 11 propriedades cultivando 5.550 hectares.

Safra 2014/2015 - 18 propriedades, cultivando 8.279 hectares.

Safra 2015/2016 - 26 propriedades, cultivando 10.559 hectares.

Safra 2016/2017 - 33 propriedades, cultivando 15.764 hectares.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados a Gund e Caldas LTDA ME - Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo