Destaques

02/03/2017 06:25

Colonizador crê na soja como nova força econômica em Alta Floresta

Em entrevista à Rádio Progresso AM 640, o colonizador, empresário e agricultor Vicente Da Riva, disse que Alta Floresta e região vivem um momento muito especial, já que a plantação de soja está expandindo em grande escala, porém, ele vê a necessidade de fazer um investimento este ano em secadores e armazéns, já que os silos são insuficientes para o armazenamento da soja conforme é necessário.

Vicente disse que sua produção foi excelente e a qualidade maravilhosa, no entanto, acredita que o grande problema é a rodovia Cuiabá/Santarém, e para isto é necessário um investimento do governo para chegar até Meritituba-Pa.

Vicente Da Riva disse que a inflação de 100% ao mês nos anos de 1980 a 1994 foi a grande causadora da queda das culturas perenes como cacau, café, guaraná, sendo o ouro apenas que aguentou tamanha inflação, já que ele auto se corrigia. 

Para Vicente, não tem como comparar a região norte com as regiões de Lucas do Rio Verde, Sorriso e Nova Mutum que é uma área plana, já que a agregação será mais lenta devido ser pequenas e médias propriedades, porém, será mais sólida do que outra regiões pois os aproximados 30% de propriedades dará uma grande alavancada na pecuária. 

Em relação à pecuária, Vicente disse que isto trará uma grande melhora na produção de carne bovina, pois num pasto de soja no período da seca o gado tende a ganhar peso, diferente de outros pastos em que na seca o diminui o peso, a não ser que sejam utilizados suplementos. 

Vicente disse que este será o grande passo de qualidade da nossa região, contudo, é importante termos em mente que este é um quadro irreversível que se potencializará em torno de quatro a cinco anos. 

Outro fator importante para Vicente é a questão da ração, já que da leguminosa pode tirar proveito de outros derivados como o óleo, alimentos, velas entre outros. 

Quanto ao meio ambiente, Vicente disse que as burocracias dos órgãos ambientais mais atrapalham do que ajudam, no entanto, o produtor de Alta Floresta é consciente dos seus deveres e suas obrigações.

Atualmente o preço da saca de soja está fixado em R$ 56,00 em Alta Floresta, a tendência é que o preço possa aumentar até o final da safra. A projeção segundo fontes ligadas ao setor agrícola é de que em cinco anos Alta Floresta possa chegar a 130 mil hectares destinados ao plantio da soja.

Confira a evolução do plantio

Safra 2013/2014 - 11 propriedades cultivando 5.550 hectares.

Safra 2014/2015 - 18 propriedades, cultivando 8.279 hectares.

Safra 2015/2016 - 26 propriedades, cultivando 10.559 hectares.

Safra 2016/2017 - 33 propriedades, cultivando 15.764 hectares.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo