Destaques

12/10/2017 05:00

OAB Alta Floresta vai ao TJMT por mais juízes e estrutura

O presidente da subseção de Alta Floresta da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Celso Reis de Oliveira, foi ao Tribunal de Justiça do Estado para pleitear a designação de juízes à comarca. Além disso, a falta de estrutura física e de logística, assim como a necessidade de criação de varas especializadas, também foram pautas do encontro, ocorrido na segunda-feira (9), com o desembargador Rui Ramos, presidente do TJMT. A reunião foi intermediada pelo presidente da OAB-MT, Leonardo Campos.
 
    Polo do extremo norte de Mato Grosso, a cidade de Alta Floresta não tem juízes lotados em todas as seis varas, em caráter de exclusividade, há vários anos. Foi assim que o presidente da subseção da OAB local, Celso Reis de Oliveira, descreveu o problema levado ao TJMT. “Apenas duas das seis varas têm juiz exclusivo, ainda acumulando outras funções. As demais funcionam assim: na primeira vara está lotada uma juíza que responde pela terceira; a quinta vara está sendo conduzida cumulativamente pelo juiz da comarca de Apiacás; a sexta vara está cumulativamente com o magistrado da comarca de Paranaíta, e assim segue há anos”, exemplificou.
 
    Reforçando a importância do município para a região norte, no documento entregue ao Tribunal de Justiça, o presidente da OAB Alta Floresta destacou o avanço do agronegócio sobre os municípios pertencentes à subseção: Apiacás, Nova Monte Verde, Paranaíta, Carlinda e Nova Bandeirante. “A comarca de Alta Floresta ocupa posição de destaque e estratégica no desenvolvimento de Mato Grosso”, frisou.
 
    Outras reivindicações apresentadas por Celso de Oliveira foram a dotação de servidores nas varas, a construção de um estacionamento que atenda à demanda, a reforma na estrutura física do fórum, sobretudo quanto às instalações elétricas e hidráulicas, a melhoria no sinal de internet local e a instalação de varas especializadas em infância e juventude e família, cujos feitos são, hoje, absorvidos pela 2ª vara cível.
 
    “Saí da audiência já animado, pois lá mesmo o desembargador Rui Ramos disse que tomaria as medias para resolver as solicitações o quanto antes, na medida do possível, já averiguando a promoção de juízes para tentar regularizar, assim como a lotação de servidores em número suficiente. A juíza presidente do foro inclusive já entrou em contato comigo avisando que o Tribunal havia conversado com ela sobre as solicitações”, comentou o presidente da OAB Alta Floresta. 

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo