Destaques

07/03/2018 08:50 FlorestaNet

Prefeito de Bandeirantes afirma que declaração do incendiário foi mentirosa e aponta motivação politiqueira

Após denúncia apresentada a Rádio Bambina FM, e veiculada na terça-feira (06), de que o prefeito do município de Nova Bandeirantes é mandante do incêndio que destruiu o paço municipal, a emissora abriu os microfones ao prefeito, Valdir Pereira dos Santos “Valdir Rio Branco”, se defender das acusações feitas contra ele. Em meio relatos Rio Branco afirma que a Operação Loki aconteceu antes do incêndio, portanto não haver ligação com o crime como informado por Juliano Thibes Guedes, e que acredita que se trata de uma ação extremamente politiqueira.

“É com muita lástima que vou dizer, que ainda existem pessoas, a gente dá crédito pra bandido, bandido consumado, é só puxar a folha corrida, que na verdade serve a serviço de malandros e pessoas sem escrúpulo que é o poder e o dinheiro só que serve pra eles”, apontou Rio Branco, frisando que não conhece Juliano Guedes.

Sobre a atual situação vivida no município, Rio Branco frisa que, “O que eu quero dizer é o seguinte, Bandeirantes tem que ser passado a limpo, e agora acredito que vai ser passada a limpo. Eu digo - não tenho nenhum temor”, mesmo dizendo ter buscado ajuda e pedidos de segurança pessoal na Capital, “Eu estou correndo risco desde o dia que veio a operação, que colocaram fogo”.

Ao radialista Caio Calado, Rio Branco destaca não ter envolvimento com o ocorrido, que vive no município de Nova Bandeirantes há 28 anos, tem família constituída e que acredita se tratar de uma ação extremamente política, “porque eu não vou compactuar com as coisas erradas que fizeram, deixar o meu município padecer, porque esse tempo que eu vivo ali eu sempre ajudei o meu povo, povo humilde e trabalhador, mas tem uns malandros que acham que podem viver das benéficas do município, mas com certeza não deixarei cair isso ai. Tem já um inquérito formado de toda essa situação Caio, mas a justiça tem que dizer o nome, espero e estou esperando que ela faça nos próximos dias”.

Sobre as declarações de Guedes, Rio Branco é enérgico em dizer. “Eu não compactuo com pilantra não, no meu dicionário pilantra não tem vez, de 28 anos que estou em Bandeirantes você vai procurar lá vai saber, e não preciso viver de prefeitura”.

Reafirmando diversas vezes se tratar de perseguição política, Rio Branco destaca que “Os documentos eu já entreguei na polícia, na Defaz, no Ministério Público, aquilo que estava, aquela caixa preta, lá e a coisa é feia, envolve um monte de situações, não quero ficar buscando, mas o meu município estava ficando inadimplente. E eles sabem, há 12 anos que tentam me tirar dali, toda vez que se fala em política tentam fazer, porque sabem que não vou me compactuar com essas situações”.

Prefeito de segundo mandato, Rio Branco diz que fez vários afastamentos após o episódio de incêndio, ocorrido em 02 de outubro de 2017, e que permanece aguardando que a Justiça seja feita.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo