Destaques

07/05/2020 06:14 Redação I Nativa News

Presidente da Câmara de Alta Floresta provoca incêndio em área urbana e acaba conduzido

O caso de incêndio foi registrado por volta das 21h15 pela Polícia Judiciária Civil de Alta Floresta, o fato ocorreu por volta das 19h no bairro Jardim Begônias. Um escrivão da Polícia Civil que reside no local foi acionado por vizinhos informando que o incêndio foi provocado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Emerson Sais Machado. O acusado foi conduzido à Delegacia para prestar esclarecimentos e após o fato divulgou vídeos negando a condução e listando inúmeras indicações na tentativa de ofuscar o ocorrido.

Conforme registro, o vereador foi procurado e indagado sobre o incêndio em um terreno vago, este confirmou que havia ateado fogo para queimar um lixo que estava formando nas proximidades de sua residência. Informando ainda que uma guarnição da Polícia Militar já havia passado pelo local e que ele já estava trabalhando para apagar o fogo. O Corpo de Bombeiros foi então acionado para conter as chamas que fugiram do controle do edil.

O escrivão, e comunicante do caso, disse não ser a primeira vez que vizinhos cobram uma ação, pelo fato de ser policial civil, que o vereador tem hábito de atear fogo no local. Diante a situação o escrivão solicitou reforço policial e a condução do vereador foi realizada, sem resistência. Após assinar o termo circunstanciado, foi liberado, e por volta das 23h disparou vídeos contendo esclarecimentos e negando a condução.

Dois vídeos de pouco mais de um minuto cada, onde Machado inicia dizendo que recebeu algumas ligações perguntando se ele estava na delegacia, e então afirma “não, estou na minha casa tá. Aconteceu um negócio aqui em casa, que eu fui queimar lixo, papel velho, e acabou o fogo pulando umas tábuas aqui” prometendo novos vídeos mostrando o resultado, “coisa pouca gente, mas é assim mesmo”.

Machado confirma a ida até a delegacia, “quero aqui de coração agradecer o doutor Vinicius, que me atendeu muito bem, ao pessoal da delegacia [..] dei minha versão, ouviram”. Prometendo um novo vídeo mostrando o local, o vereador se mostra vítima de perseguição, “quem vê assim pensa que eu coloquei fogo na amazônia, mas é assim mesmo, eu me sinto muito perseguido, muito perseguido mesmo, mas é porque a gente tá trabalhando gente”. O presidente da Casa de Leis então inicia uma lista de indicações realizadas por ele e alguns de seus companheiros de Casa. 

Atear fogo em terreno vazio é crime ambiental, o Boletim de Ocorrências registrado em desfavor do presidente da Casa de Leis foi baseado no Decreto Lei nº 2.848/40 do Código Penal.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo