Regional

12/09/2019 18:03 Jessica Bachega - Gazeta Digital

DENÚNCIA ANÔNIMA: MPE apura caso de servidora que 'não tem 5ª série' e recebe R$ 17 mil na Assembleia

O Ministério Público Estadual (MPE) investiga a denúncia contra uma servidora da Assembleia Legislativa (ALMT) que ocupa cargo de nível médio, com salário de R$ 17 mil, mas que não teria concluído o ensino fundamental. 

A denúncia foi feita ao MPE de forma anônima e o promotor de Justiça, Roberto Turin, instaurou o procedimento no dia 3 de setembro.

De acordo com o documento, uma pessoa comunicou que “na Assembleia Legislativa tem uma servidora por nome do M.S.N. que não tem nem a quinta serie do ensino fundamental, sendo que na fica funcional da servidora informa que ela concluiu o ensino médio e exerce o cargo de técnico legislativo do ensino médio, sendo assim recebe algo em torno de R$ 17.000,00”, diz trecho da portaria.

A fim de apurar a suposto dano ao erário e improbidade, o promotor decidiu abrir o inquérito e notificar o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, para que forneça informações sobre a servidora.

O promotor quer saber o cargo e a formação da denunciada, qual qualificação exigida para ocupar o cargo, bem como ato de nomeação da funcionária.

Outro lado

A assessoria da Assembleia foi procurada, mas não atendeu as ligações


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo