Vídeos

25/06/2018 16:17 G1MT

PMs em Sinop levam socos durante abordagem por som alto

Uma mulher de 30 anos e dois homens de 32 e 35 anos foram detidos nesse domingo (24) após uma confusão por causa de som alto, em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, eles agrediram os policiais Weberson Carlos da Silva Tavares, de 27 anos, e Alisson José Lerner Lopes, de 22. Em nota, a Polícia Militar informou que o 3º Comando Regional da PM vai abrir inquérito para apurar o caso e encaminhar para análise da Corregedoria da instituição.

Parte da confusão foi filmada e o vídeo mostra o policial empurrando uma mulher e agredindo os presos que já estavam no carro da polícia. Os PMs foram encaminhados ao Hospital Regional do município para atendimento. Conforme consta no boletim da ocorrência, os policiais foram até o local depois de receberem uma denúncia de que um carro estava com som alto e perturbando o sossego dos moradores, na Avenida Tarumãs.

No local, a polícia ouviu o morador que estava incomodado com o barulho e se aproximou do carro para a autuação prevista na legislação de trânsito. O policial Alisson Lerner pediu que o motorista desligasse o som, pois estava incomodando a vizinhança e informou sobre o auto de infração.

Nisso, o outro rapaz que também foi detido disse que ele teria que aferir os decibéis antes de aplicar multa. O policial então informou que, nesse caso, seria para crime ambiental, mas que se aguardassem poderia ser solicitado o decibelímetro para fazer a aferição e então o suspeito disse que ligaria para a irmã dele, que é advogada, pois os PMs estavam abusando da autoridade.

O policial Weberson explicou que na infração de trânsito não era necessária e, em seguida, José Inácio dos Santos Borges, de 35 anos, se exaltou. A polícia mandou que ele colocasse as mãos na cabeça e ficasse de costas para que fosse revistado. Ele se recusou, diznedo que não iria obedecê-los e que a irmã dele era advogada e iria denunciar a polícia.

A outra irmã dele, que estava no local ita leidi dos santos borges, agrediu o policial Alisson Lerner com um soco no ombro, dizendo que ninguém iria revistar o irmão dela. A polícia deu voz de prisão à ela, mas ela correu e se agarrou à filha dela, alegando que não não iriam prendê-la.

Com isso, como consta no boletim de ocorrência, foi usada a força para prendê-la e a colocou na viatura da polícia. Ela tentou resistir e agrediu por várias vezes o PM. O irmão dela não estava algemado, porque a algema tinha travado e, quando a policial conduzia a mulher para entrar no veículo, ele deu um soco no nariz de Weberson e depois na boca do policial Lerner.

Durante as agressões, José Inácio deu chutes e socos na viatura policial, causando danos ao veículo. Em meio à confusão, outros policiais e testemunhas intervieram, até que os presos foram levados à delegacia. Leidi dos Santos Borges, de 30 ano, teve uma lesão no pé direito, mas, segundo a polícia, recusou atendimento médico.

José Inácio teve lesões nos dois olhos e na clavícula, porém, também se recusou a receber atendimento médico, de acordo com a PM. O outro preso Wellington Alberto Pedrozo, de 32 anos, não ficou ferido.

Em nota, a PM informou que um policial teve a boca cortada e fratura no nariz e outro, fratura no dedo.


Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
nativanews@hotmail.com

Redes Sociais

Todos os direitos reservados a Gund e Caldas LTDA ME - Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo