Cidade

25/02/2021 07:42

Tecnologia usada pela Nexa auxilia monitoramento climático em Aripuanã

Dados coletados pela mineradora subsidiaram a gestão municipal para decretar situação de emergência por causa das fortes chuvas

O Projeto Aripuanã, que se encontra em implantação, dispõe de alta tecnologia para o monitoramento das condições do tempo, como chuvas e temperatura, em Aripuanã. É o caso das estações meteorológica e pluviométrica, instaladas nas dependências do empreendimento. Os dados coletados nesses espaços serviram de embasamento para o Decreto de Situação de Emergência, da Prefeitura de Aripuanã, homologado no início do mês, após chuvas intensas alagarem ruas e casas. Segundo dados técnicos, foi constatada maior incidência de chuvas, no dia 5 de fevereiro, com precipitação de 95,75 milímetros, acumulada no decorrente mês.

 

As estações: Desde 2016 a Nexa produz conhecimento sobre as condições climáticas do município de Aripuanã. Trata-se da primeira estação meteorológica automática da região e tem como objetivo obter informações sobre temperatura, velocidade e direção do vento, umidade relativa do ar, pressão atmosférica, temperatura e umidade do solo, entre outros coletados de hora em hora, enriquecendo a base de dados climáticos do município. Em se tratando da estação pluviométrica, o equipamento mede vazão e dados pluviométricos, que são armazenados em sistema telemetrizado com acesso online, por 24 horas. A finalidade da estação pluviométrica é o monitoramento remoto dos dados de precipitação no local onde o projeto está sendo implantado. 

 

O coordenador da Defesa Civil municipal, Ezequiel Leandro de Sousa, explica que os dados pluviométricos obtidos ajudaram na tomada de decisões do poder público e foram essenciais para pautar ações da Defesa Civil. Segundo ele, o eventual agravamento do cenário local implicará no Decreto de Calamidade Pública. “A nossa equipe está monitorando as condições climáticas do município. Os dados foram cadastrados no Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil. São indicadores de extrema importância e estão conceituados em formatação e padronização nacional”, avalia.

 

Segundo o gerente geral de Mineração do Projeto Aripuanã, Rodrigo Fonseca, a estação registra e envia os dados para o banco localizado em Aripuanã. “Queremos construir a mineração do futuro e, para isso, precisamos fazer diferente e com inovação. A estação meteorológica foi desenvolvida por meio de tecnologias e certificações de alto padrão internacional. Os dados, por exemplo, poderão subsidiar decisões sobre os períodos de obras, bem como na sua fase de operação”.

 

A estação pluviométrica é capaz de medir dados de precipitação, ou seja, quantidade e intensidade de chuva. Já a estação meteorológica contribuirá para no médio e longo prazos aprofundar o conhecimento sobre o clima local. Esta consiste numa torre com sensores que captam as informações meteorológicas, que são posteriormente inseridas em um banco de dados. Além disso, os dados também auxiliam na emissão de laudos quando ocorrem eventos extremos como ventanias ou chuva intensa, por exemplo.


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo