Regional

13/07/2021 09:43 Folha max

Mulher atacada com marreta tem morte cerebral; PJC caça assassino

Uma mulher de 32 anos, que foi brutalmente atacada pelo marido na última sexta-feira (09), no município de Sinop (500 km de Cuiabá) teve a morte cerebral decretada pela equipe médica do Pronto Socorro Municipal de Sinop, onde estava internada desde o dia do crime. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira (12). O acusado do feminicídio é o marido da vítima, que teria torturado a mulher com golpes de marreta e tijoladas, na frente dos dois filhos. Ele ainda abriu uma cova onde iria enterrar a vítima, mas acabou sendo surpreendido pela chegada da Polícia militar. Ele continua foragido.


De acordo com o delegado Sergio Ribeiro, que comanda as investigações, a prioridade da delegacia da Polícia Civil é encontrar o suspeito e juntar provas para garantir uma futura condenação. O pedido de prisão preventiva já foi expedido. “O lugar de um cara desses é na prisão”, disse o delegado.


As investigações apontam que o pedreiro de 52 Anos, tinha a intenção de matar a vítima e esconder o copo na cova, que havia acabado de abrir nos fundos da residência. A Polícia Civil com apoio da Polícia Militar intensifica as buscas ao criminoso.


O crime
Na última sexta-feira, a Polícia Militar foi acionada para atender a uma tentativa de homicídio no bairro Montreal Park. Quando chegou, a polícia encontrou a mulher caída, inconsciente, ensanguentada e com os braços amarrados. O Corpo de Bombeiros foi chamado e levou a vítima para atendimento médico.


Na casa tinham duas crianças que são filhos da vítima e presenciaram toda agressão contra a mãe. Os menores foram levados para o Conselho Tutelar.
Na residência, os policiais encontraram várias marcas de sangue e uma marreta também ensanguentada. No quintal, foi achada uma cova com terra ainda úmida, sugerindo que que tinha sido aberta há pouco tempo.


Em torno do buraco, havia mechas de cabelo e sangue, que indicavam a tortura no local. Os vizinhos disseram aos policiais militares que o homem estava espancando a vítima com a marreta e ela conseguiu fugir para a rua. Mesmo assim, foi seguida pelo agressor que continuou a desferir golpes contra ela. Quando visualizou uma viatura da PM, o criminoso interrompeu o ataque e fugiu.


Queimada   crime nativa newsBanner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo