Cultura

15/02/2021 07:09

Workshops propõem criação artística com materiais recicláveis em municípios de Mato Grosso

O que é possível criar com o lixo que descartamos? No final de um dia comum, cada habitante de Mato Grosso produz – em média – 1,024 quilo de lixo. Ao todo, o Estado gera cerca de três toneladas de resíduos nesse período. Muito além de mero refugo, o lixo que descartamos pode ser reaproveitado e virar matéria-prima para a arte. 

As sacolas de plástico do supermercado podem virar figurino. Garrafas pet, jornais, caixas de papelão ou revistas dão corpo a novas possibilidades, através da técnica e da criatividade. 

Proporcionar um diálogo sobre a realidade do descarte incorreto desses materiais é o objetivo do workshop ‘Corpos Residuais’, realizado pelo coletivo Spectrolab.  A proposta é reunir artistas locais, recicladores e catadores de lixo em oficinas de criação artística. 

Os encontros serão realizados nos municípios de Chapada dos Guimarães (27 e 28/02), Cuiabá (06 e 07/03), Primavera do Leste (03 e 04/04) e Cáceres (10 e 11/04). Para cada cidade, serão disponibilizadas 15 vagas. 

 

Os interessados podem optar pela participação presencial, seguindo os protocolos de biossegurança contra a covid-19, ou acompanhar as oficinas pela internet. As inscrições são gratuitas. Para participar, basta preencher o formulário disponível no site www.spectrolab.art.br. 

Além de teoria, os participantes criarão figurinos, máscaras, acessórios e dispositivos. Ao final das oficinas, as criações e criaturas ganharão as ruas das cidades em uma intervenção urbana. 

A matéria-prima utilizada será coletada nos municípios. Para isso, cada participante deve recolher o próprio material iniciando e incentivando uma campanha de arrecadação. Caso haja excedente, os resíduos serão encaminhados para a reciclagem. 

“Para os municípios envolvidos, essa campanha de coleta pode ser um pontapé para que outras iniciativas sejam realizadas e também haja incentivo para o trabalho artístico envolvendo a reciclagem”, propõe o coletivo. 

O projeto é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc ao ter sido selecionado no edital MT Nascentes promovido pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

Spectrolab 

O coletivo Spectrolab – Investigação Cênica surgiu em 2016 com a união de artistas mato-grossenses, que compartilham de aproximações em artes híbridas por meio das formas animadas. Seus principais projetos incluem a criação cenográfica e estética da cena teatral, a confecção e manipulação de elementos cênicos tais como, bonecos, máscaras, dispositivos e outros adereços que trazem reflexões atuais sobre a materialidade presente nesses objetos.  

Atualmente o coletivo é formado pelos artistas Douglas Peron, Elizabeth Othon, Millena Machado e Raquel Mützenberg. 

Entre outros trabalhos, o coletivo tem no currículo “Maiêutica”, que circulou no Brasil pelo projeto Sesc Palco Giratório, 2018; “Resí(duo)” apresentado na Mostra Sesc de Cultura no Cariri, no Ceará, em 2019; e o projeto “Reciclar Brincando”,  no Programa Siminina, em Cuiabá, no ano passado. 

Mais informações:

Site - https://www.spectrolab.art.br/
Instagram - https://www.instagram.com/spectrolabcena/
Facebook - https://www.facebook.com/spectrolabcena
E-mail - [email protected] 

 


Banner whats nativa news

Nativa News

Jose Lucio Junqueira Caldas
Alta Floresta - MT
Fone (66) 9.8412-9214
[email protected]

Redes Sociais

248x90

Todos os direitos reservados ao Site Nativa News
Qualquer material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo